A ORIGEM2018-06-05T15:58:16+00:00

A Planície da Padana

Há seis gerações, o Moinho Dallagiovanna é uma empresa familiar com sede em Piacenza, no coração da região da planície da Padana, uma das maiores planícies europeias, que se estende por toda a Itália setentrional, e é cortada pelo Rio Pó, de oeste a leste, que com seus 652km, é o rio mais longo da Itália. Nesta região da Padana são produzidos os mais diversos e famosos produtos da indústria alimentícia italiana, conhecida no mundo todo, entre eles farinha, queijos, embutidos entre outros.

A planície da Padana é o único lugar na Itália onde se cultiva a espécie de trigo macio, graças ao seu clima temperado úmido, com verões muito quentes e grandes variações térmicas durante as estações do ano.
Esta região, graças ao Rio Pó, é caracterizada por uma terra muito fértil, que permitiu o desenvolvimento da agricultura, e justamente as maiores lavouras são as de trigo e milho. Hoje, na planície da Padana, se concentram muitas áreas agrícolas e industriais, que criam um polo produtor considerado um dos motores da economia italiana.

A Planície da Padana

Há seis gerações, o Moinho Dallagiovanna é uma empresa familiar com sede em Piacenza, no coração da região da planície da Padana, uma das maiores planícies europeias, que se estende por toda a Itália setentrional, e é cortada pelo Rio Pó, de oeste a leste, que com seus 652km, é o rio mais longo da Itália. Nesta região da Padana são produzidos os mais diversos e famosos produtos da indústria alimentícia italiana, conhecida no mundo todo, entre eles farinha, queijos, embutidos entre outros.

A planície da Padana é o único lugar na Itália onde se cultiva a espécie de trigo macio, graças ao seu clima temperado úmido, com verões muito quentes e grandes variações térmicas durante as estações do ano.
Esta região, graças ao Rio Pó, é caracterizada por uma terra muito fértil, que permitiu o desenvolvimento da agricultura, e justamente as maiores lavouras são as de trigo e milho. Hoje, na planície da Padana, se concentram muitas áreas agrícolas e industriais, que criam um polo produtor considerado um dos motores da economia italiana.